fbpx

A importância de manter a saúde ocular em dia

De acordo com a médica oftalmologista Dra. Flávia Fernandes, a falta de cuidados com os olhos pode provocar complicações na visão. “Manter visitas regulares ao oftalmologista ajuda na prevenção de problemas oculares e evita agravamentos decorrentes de doenças assintomáticas. Entretanto, alguns cuidados básicos de rotina fazem a diferença para manter a saúde dos olhos”, garante.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 285 milhões de pessoas no mundo vivem com baixa visão ou cegueira. No Brasil, o número de cegos chega a 1,2 milhões, dos quais cerca de 60% a 80% são casos evitáveis e/ou tratáveis. Isto significa que 700 mil brasileiros estariam enxergando se tivessem recebido tratamento apropriado a tempo.

A oftalmologista Dra. Flávia Fernandes, alerta que para manter a saúde dos olhos é preciso ter atenção integral a esse sentido. “Mesmo que você não sinta alguns sintomas como: lacrimejamento ao realizar atividades que exigem esforço visual como ver televisão, ler; olho vermelho; secreção; crostas nos cílios; afastar os objetos do rosto para ler ou enxergar melhor; visão embaçada; visão dupla; é importante tomar alguns cuidados com os olhos”, afirma a médica.

Para isso, a médica cita algumas orientações básicas que podem ser adotadas durante o dia-a-dia que ajudam a manter uma boa saúde dos olhos e podem evitar complicações visuais tardias.

 Cuidado com o sol: a exposição direta aos raios solares pode gerar uma grande irradiação de luz dentro dos nos olhos. A longo prazo, essa situação pode causar lesões retinianas, sendo essa uma das grandes responsáveis pela formação das imagens que enxergamos. Por isso, o uso de óculos solares com lentes de proteção UVA e UVB é fundamental para proteger os olhos.

Evite coçar a região dos olhos: em casos de alergias ou irritações, devemos evitar coçar os olhos, pois o ato  de coçar pode piorar ainda mais o quadro. Para evitar ou reduzir a coceira decorrente de clima seco ou outros fatores externos, hidrate os olhos com colírios lubrificantes. Para quem possui conjuntivite alérgica, existem opções de colírios antialérgicos com efeitos colaterais reduzidos.

Evite o uso excessivo de colírios: Corticoides em excesso ou se automedicar pode agravar ou iniciar casos de glaucoma e catarata. Consulte sempre o oftalmologista para verificar qual solução é a mais indicada para o seu caso.


Limpe a região dos olhos: 
maquiagens podem causar reações alérgicas. Procure marcas de qualidade ou hipoalergênicas para evitar problemas na região dos olhos. Se a maquiagem não for retirada corretamente antes de dormir, os canais de drenagem presentes nos olhos podem entupir, gerando infecções ou terçol (vermelhidão na região da pálpebra que parece com uma espinha).

 Use protetor ocular em situações de risco: óculos de proteção são essenciais para evitar que acidentes aconteçam. Em situações de risco, como manuseio de solda, é essencial seguir à risca as recomendações de prevenção. Prevenir é sempre a melhor opção.

Portanto, cuidar da visão deve ser um hábito observado desde muito cedo. Doenças como hipermetropia, miopia, estrabismo e retinopatia da prematuridade podem ser diagnosticadas desde o nascimento. A partir da adolescência e até os 40 anos, o cuidado deve ser intensificado. Por isso, a prevenção, através da realização de exames periódicos é fundamental para solucionar eventuais problemas.

Se precisar, conte com o HO Tocantins.